Traficante morre e criminosos decretam toque de recolher em Muritiba

Líder da facção Bonde do Maluco (BDM) – considerada a mais violenta da Bahia – na microrregião de Cruz das Almas, o traficante Rafael de Jesus Souza, 26 anos, conhecido como ‘Dezoito’, ‘Zé Ovo’ ou ‘Coroa’ foi morto no povoado de São Bento, na zona rural de São Félix, no recôncavo baiano, em confronto com policiais militares na madrugada desta quinta-feira (5). As informações são do delegado titular de Cachoeira e substituto de São Félix, João Mateus Menezes Corre

Dezoito também atuava nas cidades de Muritiba e São Félix. Mais dois comparsas, também traficantes do BDM, morreram na ação. De acordo com testemunhas – que não quiseram se identificar – após a morte do traficante, por volta das 13h desta quinta, dois homens suspeitos de tráfico de drogas passaram a bordo de uma motocicleta anunciando toque de recolher em Muritiba, no recôncavo baiano. “Fechem as portas”, gritavam.

Por conta disso, unidades escolares públicas e privadas liberaram os estudantes mais cedo e comerciantes fecharam o comércio na cidade. “Alguns comerciantes chegaram a fechar as portas mais cedo e também foram espalhados pelo WhatsApp alguns áudios – modificados com aplicativos – ameaçando a polícia e os comerciantes”, contou o delegado. A PM reforçou o policiamento na região com cinco guarnições.

Segundo o delegado, um dos suspeitos de emitir a ordem do toque de recolher ao comércio local foi preso pela Polícia Militar e conduzido a Delegacia de Polícia Civil do município. O delegado Correia, porém, afirmou ao CORREIO que ‘a situação está sob controle. “Após a morte do traficante, houve início de manifestações na cidade, no sentido de colocar o toque de recolher, e algumas pichações com relação às mortes. A Policia Civil, juntamente com a Militar se manteve em rondas hostensivas e prendeu um indivíduo que estava espalhando o toque de recolher. Ele está na delegacia de Muritiba. Deu 18h e não aconteceu nada. A polícia estava na rua e a população até se manifestou pelas redes sociais e mostrou que não tem toque de recolher. A situação está sob controle”, garantiu João Mateus.

Pela tarde, o delegado titular de Cachoeira e substituto de São Félix, junto com equipes da PC e da PM, apagou as pichações com a sigla da facção BDM (Bonde do Maluco). Segundo o delegado, vários muros estavam rabiscados o que representa a associação criminosa. “Isso foi como forma de intimidação”, disse. O policial apagou com tinta os nomes rabiscados em paredes de bairros como Outeiro Redondo em São Félix, Caquende em Muritiba e outras regiões das duas cidades. Veja vídeo cedido ao CORREIO pelo site Voz da Bahia.