‘Tenho preconceito é com governador ladrão’, diz Bolsonaro no Nordeste

O presidente Jair Bolsonaro (PSL), em sua segunda visita ao Nordeste em menos de um mês, afirmou que não tem preconceito com nordestinos. “Eu tenho preconceito é com governador ladrão que não faz nada para o seu estado”, declarou o presidente na cidade de Sobradinho.

Bolsonaro também se queixou de uma “esquerda canalha”, que ele acusou de querer dividir o país. “Para alguns governadores… é o Nordeste e o resto. Querem fazer disso aqui em uma Cuba?”, questionou. Ele também negou que tenha se referido aos governadores nordestinos como “paraíbas”.

Apesar disso, confirmou que fez críticas específicas aos governadores do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) e da Paraíba, João Azevêdo (PSB), mas não irá penalizar os estados. “Não vou negar nada para o estado. Mas se eles quiserem que realmente isso tudo seja atendido, eles vão ter que falar que estão trabalhando com o presidente Jair Bolsonaro. Caso contrário, eu não vou ter conversa com eles e vou divulgar obras junto às prefeituras”, disse.

O presidente também se queixou do politicamente correto. “A gente não pode mais contar uma piada. Não posso nem contar piada de cabeçudo, de goiano, de gaúcho, de cearense cabra da peste. Não há mais liberdade neste país. Tudo é politicamente correto”, disse.