Suspeito de agredir jovem durante jogo do Brasil em Salvador é denunciado por tentativa de homicídio

O jovem Guilherme Machado da Silva, de 21 anos, principal suspeito de agredir Cayan Lima Silva Santana, de 19, em Salvador, foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por crime de tentativa de homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e sem possibilidade de defesa à vítima.

A informação foi divulgada pelo órgão estadual nesta quinta-feira (29), entretanto a denúncia foi formalizada na quarta-feira (28).

A agressão ocorreu em 3 de julho, no bairro de Ondina, após o jogo do Brasil e Argentina pela Copa América. Cayan sofreu traumatismo craniano por conta dos golpes que recebeu, chegou a entrar em coma e ficou cinco dias internado na unidade de terapia semi-intensiva do Hospital do Exército.

Conforme o promotor do caso, Davi Gallo, as investigações do MP apontaram que Guilherme teria golpeado Cayan com um murro na face e, em ato contínuo, dado vários pontapés no tórax e crânio da vítima que estava caída no chão.

“Foi aprofundado todo o fato através de provas, testemunhas e análises das imagens. Ele [Guilherme] foi ouvido e nega, contradizendo o que mostram as imagens e as testemunhas. Ele diz que foi legítima defesa, mas ele atingiu o rapaz [Cayan] e mesmo o jovem desacordado, ele seguiu com as agressões. A intenção do acusado era matar a vítima”, disse o promotor.

Ainda de acordo com Davi Gallo, além da denúncia, o MP-BA pediu que o passaporte de Guilherme Machado fosse recolhido pela Justiça. Segundo o órgão, após a Justiça citar o acusado ele terá um prazo de 10 dias para que possa responder a peça de acusação, ou seja, para se defender.

Cayan assistia à partida entre Brasil x Argentina em um telão, no hotel Bahia Othon Palace. Ele foi agredido ao tentar separar uma briga entre um amigo e dois homens.

Depois da discussão, ao sair da área externa, Cayan foi surpreendido com pancadas, socos e pontapés, segundo relatos das testemunhas que estiveram no local.

Um vídeo gravado por testemunhas mostra a briga generalizada que acabou com o jovem Cayan Santana ferido gravemente.

Nas imagens, é possível ver uma confusão entre um grupo de pessoas, na Avenida Oceânica, até que Cayan é derrubado.

Já no chão, o jovem é agredido com vários socos por um homem que está sem camisa e com bermuda preta. O agressor, então, atravessa a pista e, em seguida, várias pessoas se aproximam de Cayan.

Quando esteve internado, o pai de Cayan, Ary Santana, disse que o filho foi vítima de uma tentativa de homicídio. Segundo informações do pai, Cayan sofreu traumas na face e nos pulmões. Cayam ficou em coma por cerca de três dias e ficou internado no Hospital do Exército por quase uma semana.

G1