Suplente é investigado por tentativa de homicídio contra vereadora de Itapebi

A suplente da vereadora de Itapebi, Veronice Romana, está sendo investigado pela Polícia Civil por tentativa de homicídio contra ela. No último sábado (6), os agentes realizaram buscas na casa e na fazenda do suspeito, mas ele não foi localizado.

Uma das possibilidades é de que o atentado pode estar relacionado a ocupação do cargo de vereador, já que caso Veronice deixe a Câmara, o suspeito poderá ocupar a vaga.

A tentativa de homicídio ocorreu na última sexta (5). Veronice estava chegando em casa após uma caminhada, quando notou um carro parado com dois homens atrás dela. Um deles, que estava armado, tentou atirar contra ela, mas a arma não disparou.

Desde sua posse, no dia 1º de janeiro, a vereadora alega estar sendo perseguida. Apesar de acreditar que a tentativa tenha a ver com motivação política, ela afirma não ter recebido nenhuma ameaça.

Segundo a polícia, em agosto de 2019, o suspeito efetuou disparos durante uma discussão entre ele e a esposa. Na ocasião, o filho do casal, que tinha 12 anos, foi baleado.

Já em julho do ano passado, ele foi preso com um veículo roubado em Itagimirim, cidade do sul da Bahia. Ele pagou fiança e ficou em liberdade condicional.

Varela