‘Suíça baiana’: conheça cidade que tem PIB de 6,2 bilhões e o maior rebanho de equinos do estado

Localizada no sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista está entre os principais municípios que movimentam a economia da região. A cidade tem Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 6,2 bilhões, o que corresponde a 2,41% do PIB total do estado.

Neste sábado (1º), a TV Bahia exibiu a quinta reportagem do projeto “Avança”, que trata sobre o desenvolvimento econômico do estado, e mostra segmentos que são destaque, setores com alta produtividade, exemplos de negócios e utilização de tecnologia.

Vitória da Conquista tem um clima predominantemente frio e seco, o que gerou o apelido de “Suíça baiana”. Esse mesmo clima é um dos fatores que favorecem a produção de rebanhos de equinos.

O município tem 5.806 animais no total e é a cidade que possui o maior rebanho na Bahia. A região sudoeste tem 91.536 equinos, o que corresponde a cerca de 22,61% do total de animais do rebanho baiano, que é de 404.670.

Conquista tem a população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 338.885 habitantes. O município é o 3º maior do estado – atrás apenas da capital Salvador e Feira de Santana.Com 178 anos de emancipação, a cidade tem 3.705,838 km² de extensão territorial, e é maior que outras da região, como Ibotirama (1.740,087 km²), Brumado (2.207,612 km²), Caetité (2.651,537 km²) e Jequié (2.969,034 km²).

Nem só de litoral se vive o turismo da Bahia. Em Vitória da Conquista, as principais atrações são naturais como a Reserva Florestal Poço Escuro e o Parque da Serra do Periperi.

Museus como o da História Política e o Regional de Vitória da Conquistatambém são parada obrigatória para quem visita a cidade.

Vitória da Conquista produz uma grande variedade de biscoitos de polvilho — Foto: Reprodução/TV Bahia

Economia
Em Vitória da Conquista, a média salarial é de R$ 2.022. Com base no último levantamento feito pelo IBGE, em 2016, 74.857 pessoas de Vitória da Conquista estavam em uma ocupação.

A região também se destaca pela produção de biscoitos de polvilho. A iguaria é tradição na cidade, que oferece mais de 50 tipos, entre doces e salgados. A cidade chega a produzir cerca de 4,5 toneladas por ano.

Os principais setores que movem a cidade são Comércio e Serviço, que representam 82% da economia de Vitória da Conquista.

A Indústria fica logo atrás, com 16%, e a Agropecuária em último, com 2%. Entre os produtos cultivados estão abóbora, banana, feijão verde, limão, manga, maracujá, melancia e urucum.