Segurança de unidade do Carrefour é acusado de matar cachorro a pauladas em São Paulo

Algumas situações acabam provocando grande revolta nas redes sociais. Neste final de semana, um suposto crime gerou protestos no Facebook. Um segurança do Carrefour  da unidade de Osasco, em São Paulo foi acusado de dar pauladas e matar um pequeno cachorro. O motivo é que o pet estava no local, supostamente ‘enfeiando’ o mercado. Segundo a presidente da ONG Bendita Adoção, Beatriz Silva, o cachorro estava há alguns dias rondando o mercado, desde que foi abandonado por seus donos no estacionamento. Algumas pessoas, penalizadas com a situação, acabaram alimentando o cão.

A morte do animal aconteceu na quarta-feira passada, mas o caso acabou ganhando destaque nacional no final de semana, quando vídeos de protestos sobre a situação se alastraram nas redes sociais. Internautas pregam o boicote ao Carrefour. Ordens superiores teriam orientado um segurança que se livrasse do animal. Esse então teria envenenado e depois agredido o bicho. O cachorro teve duas das patas quebradas. Ele chegou a ser socorrido pelo centro de zoonoses de Osasco, mas o animal acabou não resistindo aos ferimentos.

O caso já foi levado a polícia, que apura agora quem seria o responsável pela situação. Muitas pessoas agora esperam uma solução sobre o caso e a punição dos envolvidos na morte cruel do cãozinho. Por meio de nota, o Carrefour informou que repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos e, preventivamente, afastou a equipe responsável pela segurança do local, no dia da ocorrência, até que a rigorosa apuração em curso seja concluída e as devidas providências adotadas.

Diario de Pernanbuco