São João: produtos juninos devem aumentar os preços

Milho, amendoim e bolo; laranja, canjica e licor; queijo cuia, tapioca e tangerina. Se esses ingredientes não podem faltar no cardápio dos seus festejos juninos, então, se prepare. Os preços devem subir, à medida, em que a festa de São João (dia 23) se aproximar.

Pesquisas recentes, realizadas em diversas capitais brasileiras, – especialmente as do Nordeste – antecipam esta mudança na economia. “É a famosa Lei da Oferta e da Procura”. Como alguns desses produtos típicos são perecíveis, não dá para comprar antes e guardar para consumir depois.

No supermercado da rede Extra (Rótula do Abacaxi, em Salvador) verificamos, in loco, os preços dos principais itens usados no preparo das comidas típicas das festas juninas. Anotamos todos os itens conhecidos. E, a partir desta listagem, é possível acompanhar a futura evolução, que eles deverão sofrer.

Preços anotados

No Extra, anotamos os preços de 21 produtos. Alguns são ingredientes fundamentais na composição dos pratos. Por exemplo: açúcar refinado, que entra nas receitas do mugunzá (milho branco); canjica (milho verde) e no mingau de tapioca.

Para quem se planeja, antes de ir às compras, a orientação que se dá é a seguinte: reforce a importância da pesquisa dos preços em mais de um lugar; elabore uma lista com os produtos necessários para não gastar além do esperado; e vá em frente! Esta festa é muito boa e de família.

O milho verde é o carro-chefe das receitas juninas. Nesta terça 11, a unidade do milho verde estava custando R$ 1,75 e o coco seco R$12,90. Fazer um mingau saboroso, para servir a dez pessoas não vai ficar barato. Custará entre R$20,00 a R$25,00, além do trabalho na cozinha e na beira do fogão, mexendo a iguaria com a colher de pau.

Festas apreciadas

As festas juninas, hoje tão apreciadas pelo povo do Nordeste, chegaram ao Brasil com os portugueses. Aos poucos elas foram absorvidas pela cultura dos brasileiros. Além das danças, em volta da fogueira de São João, as comidas tornaram-se ícones importantes dessa comemoração.

Um dos exemplos mais significativos, é o milho que pode ser cozido e transformado em canjica, pipoca, curau, bolo ou fubá. Com o milho, também se faz o tradicional cuscuz para comer de manhã bem cedo, na beira da fogueira, enquanto se bebe o licor do dia anterior.

Outro produto, também muito apreciado, é o amendoim, que se transforma em pé de moleque e paçoca. Já o bolo de mandioca feito com aipim (macaxeira) é um dos patrimônios dessas festas, assim como o coco, um ingrediente incluído nas receitas tradicionais da canjica e mungunzá. No entanto, o bolo de coco, por si só, é uma delicia que agrada aos paladares de todo o Brasil.

Veja a lista dos produtos da loja do Extra (Rótula de Abacaxi)

 

PRODUTOS PREÇOS
Milho pipoca R$ 2,88
Fubá de milho R$ 1,85
Farinha de mandioca R$ 4,99
Farinha de trigo R$ 3,99
Farinha de milho R$ 1,65
Leite de coco 200ml R$ 3,89
Milho branco R$ 5,39
Bolo de chocolate R$ 6,29
Açúcar cristal refinado R$ 2,19
Fermento R$ 1,99
Leite condensado caixa R$ 4,99
Creme de leite R$ 2,95
Manteiga kilo R$ 15,90
Queijo cuia R$ 79,90
Tapioca R$ 5,69
Laranja pêra kg R$ 1,78
Aipim (macaxeira) kilo R$ 1,78
Tangerina pokam kilo R$ 2,98
Coco seco kilo R$ 8,49
Amendoim kilo R$ 12,90
Milho verde unidade R$ 1,75