Salvador registra segunda morte por H3N2

Foto: M.Azevedo / BNews

Um idoso de 84 anos morreu vítima do H3N2 em Salvador. Segundo informações da Secretaria municipal de Saúde, na manhã deste sábado (18), a morte foi confirmada ontem à noite. Ele era morador de Colinas de Periperi.

Essa é a segunda morte causada pela variante da influenza. Os sintomas são: febre, coriza, dispneia, desconforto.

Na quarta-feira (15), a Bahia registrou a primeira morte pela doença. A vítima foi uma idosa de 80 anos residente em Salvador que, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), não estava vacinada contra a doença, e era portadora de doença cardiovascular crônica e diabete.

Vacinação

A mega mobilização contra Influenza montada pela Secretaria Municipal da Saúde de Salvador nesta última sexta-feira (17), mobilizando 90 pontos entre fixos , drives e volantes, além de centenas de profissionais, foi recorde de público. Mais de 72 mil pessoas compareceram aos locais de imunização e receberam a 1ª dose da vacina.

O resultado expressivo foi comemorado pelo gestor da Secretaria Municipal da Saúde. “Tivemos uma extensa campanha contra a influenza durante o ano mas com baixa adesão.

O rápido crescimento de casos de gripe no Rio de Janeiro, caracterizado logo após como surto da doença na cidade, me levou a tomar medidas rápidas como a solicitação de doses extras para o município de Salvador e ampliação de unidades de referência para imunização, além de inúmeros apelos na imprensa para que a população buscassem a vacina.

Os números que conquistamos ontem foram extremamente positivos e são de extrema importância para proteger vidas e impedir a circulação do vírus na nossa cidade”, afirmou Leo Prates.

Bnews