Rebelião deixa 52 detentos mortos em presídio no sudoeste do Pará

Uma rebelião dentro do Centro de Recuperação Regional de Altamira, no sudoeste do Pará, iniciada na manhã desta segunda-feira, 29, supostamente por causa de uma briga entre facções criminosas rivais, deixou ao menos 52 detentos mortos, alguns deles decapitados – vídeo divulgado nas redes sociais mostra ao menos cinco cabeças cortadas.

Segundo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), dois agentes prisionais foram feitos reféns, mas liberados no início da tarde, quando a rebelião aparentemente estava controlada.

De acordo com a Susipe, o motim teve início quando detentos do bloco A, onde estão custodiados presos de uma organização criminal, invadiram o anexo onde estão internos de um grupo rival. Após a primeira ação, o anexo foi trancado e os presos atearam fogo no espaço. Segundo a Susipe, a fumaça invadiu o anexo e há também presos mortos por asfixia.

O Grupo Tático Operacional da Polícia Militar está no local. A Polícia Civil, a Promotoria e o Juizado de Altamira também estão na unidade participando das negociações para liberação dos reféns.

Estadão