Produtividade de delegados baianos será avaliada

Delegados baianos iniciaram, neste mês de setembro, o preenchimento de formulários individuais para a realização do primeiro diagnóstico de produtividade de cada profissional na Polícia Civil. Segundo a gestão, as avaliações serão mensais tendo como principal objetivo acompanhar os trabalhos e conhecer as dificuldades que possam impedir maior rendimento.

A partir dos dados recolhidos, a proposta é que equipes da Corregedoria da Polícia Civil e do gabinete do delegado-geral Bernardino Brito Filho visitem servidores mais e menos produtivos para avaliar a qualidade do atendimento à população. A pretensão é que que cada unidade receba seus próprios resultados e conheça  quem são os mais ou menos produtivos apenas da delegacia da qual fazem parte. Os profissionais com melhores desempenhos serão premiados administrativamente, com obras de literatura jurídica.

A “Avaliação de Produtividade Individual dos Delegados” também pretende definir estratégias para aumentar a eficácia e o comprometimento dos delegados, além de avaliar a necessidade de capacitação e requalificação dos profissionais.

De acordo com o Governo do Estado, o método para avaliação será quantitativo e qualitativo. Os delegados vão preencher diariamente os formulários com detalhamento de números de boletins de ocorrência, inquéritos remetidos, termos circunstanciados lavrados e remetidos, autos de prisão em flagrante, pedidos de prisão à Justiça, autos e apreensões de adolescentes infratores, termos de fiança expedidos, requerimentos de medidas protetivas e outras medidas.

G1