Pressionado, Planalto busca maneira de evitar hiato sem vacina

O governo federal pediu a lideres governistas para buscar medidas que evitem a falta de vacinas no país. Diante do impasse nas negociações com a China para a importação de insumos, o governo teme ser necessário interromper a imunização por falta de doses

Assessores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estimam que se os impases com a China e com a Índia – para envio de doses da Astrazeneca – não forem resolvidos, o Brasil pode ficar sem imunização por cerca de 30 ou 40 dias

Ainda de acordo com a análise dos assessores, uma possivel pausa na vacinação pode ser bastante prejudicial para imagem do governo frente a população. Por isso, estratégias vem sendo pensadas dentro do Palácio do Planalto. Entre as opções estão a busca por saídas jurídicas para ampliar a compra de vacinas, por meio de medidas provisórias, além de discutir com outros fornecedores a oferta de vacinas.

Metro 1