Porta-voz diz que Bolsonaro vai manter ministro indiciado pela PF

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu manter no cargo o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que foi indiciado pela Polícia Federal sob suspeita de envolvimento no esquema de laranjas do PSL. A informação foi passada pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. Segundo ele, Bolsonaro aguardará o desenrolar do processo para tomar uma decisão. Enquanto isso, Álvaro Antônio continuará no cargo.

Segundo a PF, o ministro é suspeito de cometer os crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita de recurso eleitoral e associação criminosa. Em conversa com jornalistas em março, Bolsonaro defendeu pressa na investigação da PF. Ele ainda prometeu que tomaria uma decisão sobre a permanência do ministro se a polícia concluísse pelo envolvimento dele no caso dos laranjas. “Podem ter certeza que uma decisão será tomada, lamento”, afirmou na ocasião.

Metro 1