Padre desabafa após ser ameaçado de morte em Santo Amaro: “Rezem por mim”; assista

O padre Gabriel Vila Verde, da Paróquia Nossa Senhora da Soledade, no distrito de Acupe, em Santo Amaro, foi ameaçado de morte na madrugada deste domingo (22).

Em um vídeo publicado em seu perfil pessoal do Instagram, onde possui mais de 220 mil seguidores, o religioso relatou que um homem, armado com um facão, tentou invadir a igreja e afirmou que iria tocar fogo no local e no carro do padre, quando ele estivesse dentro.

Ainda segundo o pároco, o suspeito teria ficado insatisfeito com uma obra realizada em uma rua localizada entre uma área pública e o espaço privativo da igreja, que fora autorizada pela Prefeitura de Santo Amaro.

“Um morador do distrito me desacatava várias vezes, dizendo que a rua era pública. Eu soube que, quando o portão foi construído, ele já tinha procurado confusão com o padre da época e com os moradores. Ele é acostumado a fazer esse tipo de coisa”, explica Vila Verde.

Para impedir a formação de poças de lama em dias de chuva, o padre decidiu realizar uma nova obra no local, o que provocou ainda mais ira no suspeito. “Aí ele me desacatou, me xingou, disse que eu não mandava em nada ali, disse outros palavrões que nem sequer quero me lembrar, mas eu pensei que tudo ia se acalmar. Quando foi na madrugada de sábado para domingo, eu acordei às 1h40 da manhã, com o barulho muito alto, pensei até que era uma briga na rua, era ele, com um facão na mão, xingando todos os palavrões possíveis”, relatou o religioso.

Assista:

O barulho teria durado cerca de 30 minutos e o suspeito, aos gritos, teria ainda ameaçado incendiar o religioso e o seu carro. Segundo o pároco, uma testemunha escutou o barulho e entrou em contato com a polícia, que se dirigiu até o local. Contudo, quando os policiais chegaram, o suspeito já havia ido embora.

Vila Verde chegou a registrar um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o ocorrido na delegacia local, onde o suspeito foi levado para prestar depoimento. No entanto, segundo o padre, a polícia informou que não prenderia o homem pela ameaça. Movido pelo medo, o pároco decidiu deixar o distrito de Acupe e buscou abrigo em outro local.

“Estou na casa de uma pessoa amiga, resguardado. Não se preocupem, já estou fora da zona de perigo. Mas eu tive que sair porque não poderia dar sorte ao azar, eu não poderia colocar minha vida em risco. Tive que sair da paróquia, meu bispo já está sabendo de tudo, ele me aconselhou que eu ficasse resguardado todo esse tempo”, lamentou Vila Verde.

Fiéis se revoltam

Após os relatos do padre, diversos fiéis se reuniram na tarde desta segunda-feira (23) em protesto contra a saída forçada do religioso. Revoltados e vestidos de branco, os manifestantes utilizaram cartazes com frases de apoio e em defesa do pároco.

Procurada pela reportagem, a Polícia Civil informou que um procedimento foi instaurado contra o acusado e encaminhado ao Juizado Especial Criminal (Jecrim).

Confira nota na íntegra:

“A Delegacia Territorial (DT), de Santo Amaro da Purificação, lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), contra um homem suspeito de ameaçar um padre, no bairro Acupe, no domingo (22). Conforme apurado, o conduzido por policiais militares é apontado por ameaçar o pároco com um facão, após alegar que uma obra na residência do padre teria causado alagamento no seu imóvel durante a chuva. O procedimento foi encaminhado para o Juizado Especial Criminal (Jecrim)”.

Bnews