“O Brasil precisa se indignar”, diz Villas Boas ao criticar lentidão da vacinação

O secretário estadual de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, teceu duras críticas à política de imunização tocada pelo governo federal. Em uma publicação feita em suas redes sociais neste sábado (13), o titular da pasta disse que “a vacina está caminhando passos muito lentos”.

“O país precisa se indignar”, conclamou Vilas-Boas. “O Ministério [da Saúde] ainda não fechou acordos comerciais para garantir vacinas suficientes e simplesmente está morrendo muita gente!”, disparou, completando que a população está sendo enganada pela falsa sensação de uma vacinação arrastada.

De acordo com o secretário, as mutações que estão surgindo não estão cobertas por metade das vacinas distribuídas no Brasil, especificamente as produzidas pela parceria entre a Fiocruz e a Universidade de Oxford.

“Butantã e Fiocruz não irão imunizar o país na velocidade necessária. É preciso mais vacinas! Independentemente de aprovação de Anvisa, já era pra haver contratos de compra com Pfizer, Janssen, Sanofi, Moderna, Sputnik, e outros já assinados”, indignou-se.

BN