Nova variante da Covid-19 é identificada no Brasil após Copa América

Uma variante do coronavírus que não circulava no Brasil antes da realização da Copa América foi identificada no país. Amostras coletadas em duas pessoas no Mato Grosso que estavam infectadas pelo vírus foram analisadas pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, que identificou a B.1.621.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, os testes positivos foram identificados em um colombiano e um equatoriano que viajaram para o estado para acompanhar o evento. Colômbia e Equador se enfrentaram na Arena Pantanal, em Cuiabá, na abertura do torneio, em 13 de junho.

A variante encontrada nos testes realizados no Mato Grosso é originária da Colômbia, e se espalhou pelo Caribe, Estados Unidos e em algumas localidades da Europa. Não há, até o momento, indicativo de que ela desenvolva sintomas mais letais e contagiosos da doença.

A decisão de sediar os jogos no Brasil durante a pandemia dividiu opiniões. A preocupação era com uma terceira onda de contaminação em meio ao processo lento de vacinação em todo território nacional, quando comparado a outros países.

A realização do torneio foi confirmada pelo governo federal após a Colômbia e Argentina desistirem de sediar as partidas. A Conmebol, que organiza a competição, informou, no dia 24 de junho, que 166 pessoas relacionadas à Copa América estavam com a Covid-19.