Motoboy admite à CPI saque de mais de R$ 400 mil em conta de empresa contratada pelo Ministério da Saúde

Reprodução:Agência Senado

O motoboy Ivanildo Gonçalves, que prestou depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid nesta quarta-feira (1º), admitiu que realizou um saque de mais de R$ 400 mil em contas bancárias da VTCLog. Investigada por corrupção, entre outros crimes, a empresa tem contratos com o Ministério da Saúde para armazenar e distribuir vacinas para o Brasil.

Segundo Gonçalves, ele era encarregado de pagar boletos e sacar o dinheiro, a pedido do departamento financeiro da empresa. Ele ainda reforçou que nunca entregou o dinheiro para ninguém de forma indevida.

De acordo com informações reveladas pelo relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), entre janeiro e julho, o motoboy teria efetuado saques que totalizam mais de R$ 3 milhões na agência bancária da Caixa, no aeroporto de Brasília. A suspeita é de que o trabalhador tenha sido utilizado em um esquema criminoso.