Moradora se irrita com interfone quebrado, e é presa após chamar porteiro de ‘macaco’

Uma mulher foi presa na noite de festejos natalinos, nesta terça-feira (24), acusada de xingar o porteiro do prédio onde mora de “macaco, safado e fedorento”. O caso aconteceu em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

De acordo com o funcionário, Gilvan Vitalino, de 43 anos, o interfone do prédio não estava funcionando. Para evitar a entrada de pessoas não autorizadas, o síndico orientou que o porteiro deveria solicitar que todos os moradores fossem à portaria para liberar a entrada de visitas na noite de Natal.

Segundo ele, quando a mãe de mulher de prenome Ariane, de 31 anos, chegou ao local, o porteiro seguiu a orientação e solicitou que a senhora ligasse para a filha, pedindo para que ela descesse e fizesse a liberação. Ele relata que, irritada, a moradora começou a xingá-lo.

Em seguida, ainda segundo relato do porteiro, ela, que mora em um bloco mais afastado da portaria, acabou descendo e continuou as ofensas, chamando Gilvan de “macaco, safado e fedorento”. Testemunhas viram a agressão e chamaram a polícia, que levou todo mundo para a delegacia.

No local, Ariane estava chorando muito. Em entrevista à TV Globo, a mãe da mulher negou as agressões e disse que a filha não ofendeu o porteiro em momento algum, e que essa não foi a índole que ensinou aos filhos.