Ministro do STF sugere que Bolsonaro passe a usar mordaça

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), se mostrou preocupado com as declarações recentes do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o blog de Tales Faria, no UOL, Mello afirmou que são “tempos estranhos” e questionou: “Aonde vamos parar?”.

Perguntado sobre como fazer com que Bolsonaro deixe de dar declarações polêmicas, o ministro deu uma solução inusitada. “No mais, apenas criando um aparelho de mordaça”, disse.

Outro ministro do STF ouvido pelo blog sob a condição de anonimato protestou. “O pior de tudo é o mau exemplo, a associação do sucesso político ou qualquer outro à incivilidade e à grosseria. Por outro lado, acho que pode ser um marco de como as pessoas não devem ser. A repugnância tem sido geral”, disse.

A mais recente polêmica de Bolsonaro foi a declaração na qual ele sugeriu que Fernando Santa Cruz, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, e desaparecido depois que foi preso durante a ditadura militar, teria sido assassinado por companheiros esquerdistas que suspeitavam de traição.