Meninos desaparecidos no Rio de Janeiro foram mortos por traficantes, diz polícia

Foto: reprodução

Os três meninos desaparecidos em Belfort Roxo (RJ) desde dezembro do ano passado foram mortos por membros do tráfico da favela do Castelar, segundo informou o secretário de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Allan Turnowski, nesta quinta-feira (9).

De acordo com o secretário, a motivação dos assassinatos teria sido o roubo de passarinhos que pertenciam a traficantes da localidade. Ainda conforme Turnowski, o líder do tráfico local foi morto como queima de arquivo por lideranças do Comando Vermelho.

Para a Globo, o secretário disse que o traficante pediu autorização para punir os meninos a líderes da facção criminosa. A punição foi liberada, mas eles não sabiam que os autores eram crianças.

Lucas Matheus, de 9 anos, Alexandre da Silva, 11 e Fernando Henrique, 12, sumiram no dia 27 de dezembro de 2020. Por meses, a polícia buscou pelas crianças, mas até hoje, os corpos não foram encontrados.