Mais de seis toneladas de lixo são retiradas de rio em cidade da BA

Mais de seis toneladas de lixo foram retiradas do Rio Grande, principal afluente do rio São Francisco, na cidade de Barreiras, oeste da Bahia. A ação aconteceu por meio de um mutirão de limpeza, que reuniu cerca de 50 pessoas, neste sábado (11), data em que é celebrado o Dia Nacional do Cerrado.

Entre os materiais recolhidos estão cadeiras, plásticos e pneus. Após a limpeza, ele foram colocados no centro da cidade, como uma forma de exposição pública, para conscientizar os moradores do local.

“É importante para conscientizar a população dos resíduos que são jogados [no rio]. A gente está até surpreso, porque neste ano recolhemos uma quantidade menor de resíduos”, disse a subsecretária de Meio Ambiente de Barreiras, Marisa Costa.

Ela não detalhou a quantidade de lixo recolhida nos últimos anos. Apesar do mutirão ter acontecido neste sábado, os trabalhos começaram na última quarta-feira (8), com a retirada de areia e sedimentos de dentro do rio.

O bioma representa 20% do território brasileiro e 16% dele está na Bahia, segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Nele, é onde se concentram grandes reservas subterrâneas de água doce que abastecem oito bacias hidrográficas. No entanto, os casos de incêndio e desmatamento têm causado preocupação.

De 1º de janeiro até 31 de agosto deste ano, foram registrados 31.566 pontos de fogo no cerrado, maior quantidade desde de 2012, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Na quarta-feira (8), um incêndio atingiu a Serra da Bandeira, em Barreiras. No mesmo dia, as chamas chegaram perto do aeroporto da cidade, mas o Corpo de Bombeiros conseguiu controlá-lo. Na sexta-feira (10), moradores da região relataram enfrentar dificuldade para respirar após Serra da Bandeira ser atingida por um incêndio. De acordo com a médica Milena Marques, há um aumento no pronto atendimento da cidade nessa época do ano por causa das queimadas.

Além disso, cerca de 433 quilômetros quadrados foram desmatados no bioma brasileiro, segundo o INPE. A Bahia ficou em terceiro lugar em área desmatada no cerrado, com 71 quilômetros quadrados no mês de agosto.

Verdinho Itabuna