Líder da oposição, Sandro Régis critica atraso no andamento da ponte Salvador-Itaparica: “falta de planejamento”

O novo líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), deputado estadual Sandro Régis (DEM), afirmou, ao ser procurado pelo site Política Livre nesta quarta-feira (11), que “falta transparência” por parte do Governo do Estado a respeito do andamento da Ponte Salvador-Itaparica.

Segundo o democrata, os parlamentares “não têm informações sobre o que realmente está acontecendo”. Nesta semana, por exemplo, a Secretaria de Infraestrutura da Bahia negou que os empresários chineses teriam desistido de tocar o projeto.

“Falta transparência sobre esse atraso envolvendo o governo e o consórcio chinês. Nós, parlamentares, não temos informações sobre o que realmente está acontecendo. O governo ainda não explicou, por exemplo, de onde vai tirar R$ 1,5 bilhão referente à contrapartida do estado para aplicar na obra. Além disso, não sabemos como estão as licenças. O governo já conseguiu todas as licenças necessárias? E quanto ao cronograma de obras e aos estudos de impactos ambientais e sociais?”, questionou Régis.

“Acredito que o projeto precisa ser detalhadamente apresentado à sociedade. Esse atraso da assinatura do contrato me parece muito mais falta de planejamento, de organização. Se diz nos bastidores que os chineses querem que o governo garanta os recursos para o início das obras, mas sabemos que as contas do estado estão sufocadas. Enfim, o governo precisa vir a público explicar para a população o que está acontecendo”, pontuou, à reportagem.

Mateus Soares