Lendário guitarrista Eddie Van Halen morre aos 65 anos

Eddie Van Halen, o lendário guitarrista e fundador da banda Van Halen, morreu aos 65 anos nesta terça-feira (6) depois de uma longa luta contra um câncer na garganta.

De acordo com fontes do site TMZ, o músico estava internado no hospital St. John na cidade de Santa Monica, nos Estados Unidos. Ele estava acompanhado de sua mulher, Janie, do filho, Wolfgang, e de Alex, seu irmão e baterista da banda.

“Não acredito que tenho de escrever isso, mas meu pai, Edward Lodewijk Van Halen, perdeu sua longa e árdua batalha contra o câncer esta manhã. Ele era o melhor pai que eu poderia ter pedido”, escreveu Wolfgang em suas redes sociais.

“Cada momento que compartilhei com ele no palco e fora dele foi um presente. Meu coração está partido e eu acho que jamais me recuperarei totalmente dessa perda. Eu te amo muito, pai.”

O TMZ afirma que a situação de Eddie piorou nas últimas 72 horas, quando os médicos descobriram que seu câncer na garganta tinha se espalhado para seu cérebro e outros órgãos.

Eddie Van Halen foi um dos maiores guitarristas de rock da história e fundou em 1972 junto com o seu irmão, Alex, a banda batizada dois anos depois com o sobrenome deles.

O Van Halen foi uma das bandas mais influentes do hard rock e também do heavy metal. O estilo enérgico e espalhafatoso da banda marcou a cultura dos anos 1980. Em 2007, o grupo entrou para o Hall da Fama do Rock.

Os riffs e solos virtuosos de Eddie viraram referência no rock. Um dos mais marcantes foi em “Eruption”, em que ele ajudou a popularizar o “tapping”, técnica em que as duas mãos são usadas no braço da guitarra.

Outros solos inesquecíveis do músico acontecem em “Panama”, “I’m the one”, “Ice cream men”, “You’re no good”, “Hot For Teacher” e “Jump”.

Vida na guitarra
Ele nasceu em Amsterdã, na Holanda, mas se mudou ainda criança com a família para a Califórnia, nos EUA.

Na segunda metade da década de 1970, o Van Halen começou a se destacar na cena de rock de Los Angeles. Eles lançaram o disco de estreia em 1978.

O auge da banda veio com o disco “1984”, que naquele ano rendeu uma indicação ao Grammy e levou o single “Jump” a ser o primeiro e único da banda no primeiro lugar das paradas pop dos EUA.

Entre os vários outros sucessos do Van Halen estão “Dance the Night Away” (1979), “Panama” (1984), “Why Can’t This Be Love” (1986), “When It’s Love” (1988), “Right now” (1992) e “Can’t Stop Lovin’ You” (1995).

Ao longo das quatro décadas de carreira, o Van Halen teve diferentes vocalistas: Dave Lee Roth, Sammy Hagar e, por um breve período, Gary Cherone. Mas a guitarra de Eddie e a bateria do irmão Alex sempre estiveram na banda.

O álbum de inéditas mais recente da banda havia sido “A different kind of truth”, de 2012, décimo segundo da carreira do grupo, que chegou ao segundo lugar das paradas da Billboard.

No mesmo ano, Eddie ficou em primeiro lugar em uma enquete entre leitores da revista “Guitar World” para eleger o melhor guitarrista de todos os tempos.

Eddie ficou famoso tocando guitarra à frente do Van Halen, mas tem diversas participações com outros artistas. A mais conhecida é em “Beat it”, um dos maiores hits de Michael Jackson.

Entre seus outros projetos paralelos de destaque estão dois de 2009: ele tocou duas faixas no disco “Authentic”, do rapper LL Cool J, e também fez uma participação especial na série “Two and a half men”.

Gene Simmons, o vocalista e um dos fundadores do Kiss, lamentou a perda. “Meu coração está partido. Eddie não era apenas um super guitarrista, mas uma alma genuinamente bonita. Descanse em paz, Eddie!”, escreveu ele em seu perfil no Twitter.

G1