Jovem é preso por ser ‘autor intelectual’ de chacina no sul da Bahia

 

Um jovem de 21 anos, suspeito de planejar uma chacina que deixou cinco mortos no município de Itabela, na região sul da Bahia, se entregou à polícia e foi preso no último final de semana. Ele se apresentou na delegacia de Eunápolis, também no sul do estado.

A polícia afirma que o jovem foi o autor intelectual do crime. Além dele, outras três pessoas foram presas na última sexta-feira, 19, por suspeita de participação na chacina, que aconteceu no dia 30 de outubro. A polícia não divulgou as identidades dos suspeitos, nem a motivação para o crime. Além disso, um adolescente segue foragido.

Cinco pessoas foram assassinadas e outras duas ficaram feridas após uma chacina em um trecho do município de Itabela. De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu dentro de um barraco de madeira às margens da BR-101.

Dois homens e uma mulher morreram na hora. Outras duas vítimas chegaram a ser socorridas para o Hospital de Itamaraju, mas não resistiram aos ferimentos. Doze pessoas estavam no barraco, entre elas quatro crianças. Três pessoas morreram na hora.

Policiais militares chegaram até o local do crime após umas das vítimas pedir ajuda na beira da estrada. Ao ser abordada, a mulher afirmou que haviam pessoas mortas perto de um sítio e que o ataque foi feito por homens armados, não identificados.

As vítimas foram identificados como Aliete Souza das Mercês, de 46 anos, o marido dela, Gean Vieira da Silva, de 42, e Edson da Silva Pereira, de 42 anos, que era vizinho do casal. Simoni Souza das Mercês, de 30 anos, morreu antes de chegar no hospital e uma criança de 11 anos morreu no dia seguinte ao ataque.

A chacina ocorreu na casa da família, localizada às margens da BR-101, perto do distrito de Montinho. Um parente das vítimas, que não quis se identificar, relatou que pelo menos quatro homens chegaram em um carro atirando.

A Tarde



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *