Jovem é morta por irmão após disputa por posse de cartão da pensão da mãe

De acordo com os familiares, a adolescente teria tentado ajudar a prima, mas o suspeito a empurrou para fora da casa e trancou a porta. “Ele jogou ela pro lado de fora e foi terminar de cometer o ato. Quando a minha outra sobrinha conseguiu arrombar a porta, Iane estava cheia de sangue. Ela até tentou chamar o Samu, mas Iane caiu na frente da porta, já morta”, relatou Alexandra.

As agressões eram tão recorrentes que a família conta que Iane havia dado entrada em um pedido de medida protetiva contra o irmão.
A reportagem entrou em contato com o Ministério Público, mas ainda não obteve resposta.

A mãe da vítima e do suspeito tem problema mentais e, de acordo com os familiares, os filhos dela foram cuidadas por toda família. Além dos dois, Ubiranice possui outro filho, chamado Bruno Vinicius da Conceição Nascimento, 30 anos.

Equipes da 1ª Delegacia de Homicídios Atlântico (DH/Atlântico) autuaram em flagrante Luís Cláudio, acusado do feminicídio da irmã. Ele foi apresentado por policiais militares no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no final da tarde de ontem.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o crime aconteceu após uma desavença entre os irmãos, motivado pela disputa da propriedade do cartão de saque do benefício da mãe deles.

A responsável pelo cartão era Iane.

A arma do crime foi apreendida e encaminhada para a perícia. Luís Cláudio está à disposição da Justiça e passará por audiência de custódia. Iane vendia bala de gengibre no Dique do Tororó para ajudar a sustentar a mãe, Ubiranice da Conceição Nascimento, e a filha de dois anos.

A família acredita que o suspeito tenta agora forjar que tem problemas psicológicos para conseguir se safar do crime, mas a lega que ele já havia ameaçado e batido na irmã antes do crime. “Ele não é louco, ele está fingindo ser maluco. Ele inventou isso para falar que fez por loucura. Ele pediu para ir para o Juliano Moreira porque teria entrada no hospital”, contou a Alexandra.

Em nota, a Polícia Militar (PM) informou que policiais da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Brotas) foram acionados pelo Centro de Comunicação Integrada (Cicom) órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) após informações de que uma mulher foi atingida com golpes de arma branca, tipo tesoura. Ainda segundo a PM, os policiais realizaram o isolamento da área e logo após acionou os agentes do Departamento de Polícia Técnica para remoção.

Correio