Jaguaquara: Suspeito de participar da morte de policial civil tomba em operação da PM

Após informações de que um indivíduo conhecido pela alcunha Igor Seco, que possuía mandado de prisão em aberto e seria suspeito de participação na morte do policial Civil Dilton Carlos, crime ocorrido no Centro de Jaguaquara em (02/04/15), se encontrava homiziado em uma residência na Rua Abílio Procópio, entre os bairros São Jorge e Casca uma guarnição da Polícia Militar foi até o local indicado, onde pessoas que estavam nas proximidades saíram abruptamente e os militares fecharam o cerco ao imóvel. Ainda de acordo com a Polícia Militar, foi iniciada incursão para acesso a área interna da casa, momento em que foram disparados tiros na direção dos policiais, havendo revide, sendo o suspeito alvejado.

O mesmo havia caído ao solo, com arma em punho, sendo socorrido pelos policiais ao Hospital Municipal de Jaguaquara, mas não resistiu e foi a óbito, conforme relata a nota oficial divulgada no início da noite pela PM através da 3ª Cia. No interior da casa, foram apreendidos: 01 revólver, marca ROSSI, calibre .22, nº suprimido, com 4 munições deflagradas e 4 intactas; 01 revólver, marca Taurus, calibre .32, nº suprimido, com 1 munição intacta; 05 aparelhos celulares, de marcas Sansung, Motorola, Lenovo e Alcatel, além de 01 porção média de substância análoga ao Crack e 01 porção pequena de substância análoga à maconha. Todo o material apreendido foi apresentado na Delegacia Territorial de Jaguaquara e o corpo de Igor Gomes Santos, 37 anos, encaminhado ao Instituto Médico Legal de Jequié.

Marcos Frahm