Itagi: Vereadora denuncia prefeito ao MPF por apropriação indébita Previdenciária Social

itagipref

A vereadora do município de Itagi, Maria Lúcia Sales dos Santos (PDT), apresentou denúncia, ao Ministério Público Federal (MPF) local, contra o prefeito, Railton de Oliveira Ramos (PT). A enuncia encaminhada ao órgão no último dia 1º de junho reúne documentos oficiais que apontariam que o gestor estaria informando valores pagos da Previdência Social e FGTS dos servidores municipais abaixo do valor real.

“O prefeito paga o valor salarial integral e desconta dos funcionários, mas informa valores referentes à Previdência bem menores, nas guias (GFIP) e no (CNIS) Cadastro nacional de Informações Sociais, desde o ano de 2012”, explicou Maria Lúcia ao site Jequié Repórter. Ela também afirma que alguns funcionários estão sendo lesados em mais de R$ 300,00 por mês, o que compromete as suas aposentadorias, uma licença maternidade e até uma licença em um caso de afastamento por doença. No documento, a vereadora ainda argumenta que o caso deveria ser encaminhado à Polícia Federal, por se tratar de verba federal com apropriação indébita previdenciária. A reportagem do Bahia Notícias tentou contato com Ramos, mas não obteve êxito até a publicação dessa nota.

Bahia Notícias