Itabuna recebe aplicação de inseticida residual em combate ao Aedes

inseto

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas Boas, anunciou na manhã deste sábado (5), durante visita ao município de Ilhéus, que a primeira cidade baiana a receber borrifadores de inseticida residual de aplicação intra-domiciliar para combater o mosquito Aedes aegypti será Itabuna, no sul do estado.

A partir da próxima semana, serão disponibilizados 92 borrifadores para a Secretaria Municipal de Saúde. O produto combate o Aedes num período de 12 meses e vai ser aplicado em domicílios nas áreas com maior incidência de focos.

Vilas Boas enfatizou que as ações em Ilhéus e Itabuna buscam combater os focos do Aedes aegypti, evitando a proliferação das larvas, além de fortalecer as campanhas de conscientização. “A participação da população no combate aos focos em casa e no ambiente de trabalho é fundamental nessa guerra contra o mosquito, que é o inimigo número um do planeta”, disse.

De acordo com Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), em Itabuna, foram notificados, este ano, de 1º de janeiro até o dia 3 deste mês, 11.487 casos de dengue, 6.068 de zika e 1.616 de chikungunya. Em Ilhéus, no mesmo período, ocorreram 1.537 casos de dengue, 703 de zika e 1.437 de chikungunya.

Metro1