Itabuna: Casal de Ipiaú diz que houve troca de corpos de bebês no Hospital Manoel Novaes; confira vídeos

No início da noite deste sábado (15), um caso bastante inusitado movimentou o Complexo Policial de Itabuna.

As informações são de que um bebê do sexo masculino teria morrido nesta manhã, por volta das 07h, no Hospital Manoel Novaes, onde estava internado há cerca de 45 dias, após nascer pré-maturo.

Os pais das criança, Jociel Silva da Paixão, 33 anos, e Vanusa Reis dos Santos, 34 anos, receberam a informação do óbito e deixaram a cidade de Ipiaú, onde moram, para resolver as questões inerentes ao falecimento do bebê.

Eles chegaram naquela unidade hospitalar por volta das 15h, e desde então não tiveram acesso ao corpo do filho deles, e alegam que o hospital não soube informar o que tinha acontecido, efetivamente. O casal concedeu entrevista a equipe do Verdinho Itabuna, e você pode conferir no vídeo abaixo:

Os pais receberam a informação de que dois bebês teriam morrido durante a manhã, sendo um por volta das 07h e outro por volta das 10h. Por isso, Jociel e Vanusa acreditam que outra família tenha enterrado o filho deles, por engano. Mas decidiram acionar as autoridades policiais para apuração das circunstancias.

O Verdinho Itabuna fez contato com a assessoria de imprensa do hospital, que ficou de nos dar um retorno manifestando-se oficialmente sobre o episódio.

O outro casal de pais foi chamado ao Complexo Policial para prestar depoimento. Eles alegam que o equívoco pode mesmo ter acontecido, até porque eles enterraram a outra criança em caixão lacrado pelo próprio hospital, já que a causa da morte deste outro bebê teria sido Covid-19. Este casal de pais é morador do bairro Jorge Amado, em Itabuna, e também falou com o Verdinho, conforme vídeo abaixo

Os dois casais de pais, acompanhados de seus respectivos advogados, foram ao hospital para tentar obter um esclarecimento acerca do caso. A situação segue acontecendo no Manoel Novaes.

Um dos advogados, Dr. Erick Melo, em contato com o Verdinho Itabuna, confirmou que realmente houve uma troca dos corpos dos bebês. O outro advogado envolvido no caso é Dr. Vinícius Ferreira.

Verdinho