Itabuna: Advogada denuncia divulgação de fotos falsas de nudez atribuídas a ela na internet

Uma advogada baiana, da cidade de Itabuna usou as redes sociais para denunciar a divulgação de fotos falsas de nudez atribuídas a ela. De acordo com Thatiana Poncino, as montagens foram feitas a partir de fotos dela do Instagram.

“É uma situação que entristece, que machuca e que me faz refletir diariamente sobre a maldade humana. Mais uma vez estão circulando na internet fotos de mulheres anônimas nuas juntamente com fotos das minhas redes sociais. O responsável pela montagem cortou a cabeça de mulheres despidas e as enviou juntamente com fotos minhas do Instagram, no intuito de induzir aqueles que as recebem a acreditar que sou eu nas imagens de nudez”, disse a advogada.

Segundo Thatiana, que destaca que a atitude é criminosa, a sensação de ter as imagens vinculadas a ela é de impotência.

“Não sou eu nessas fotos! Nunca fotografei sem roupa, não pretendo e não vejo problema nenhum em quem gosta desses registros, só não é o meu caso. Se coloque em meu lugar, e se imagine sendo vítima dessa conduta criminosa. Se imagine querendo dizer ao mundo que ali não é você, querendo se justificar, desvincular sua imagem daquelas fotos, sem conseguir. A propagação de conteúdo pela internet é veloz e feroz”, escreveu em seu perfil nas redes sociais.

“Só resta engolir a amarga sensação de impotência e suportar a angústia de uma indigestão irremediável, enquanto assiste seu nome e imagem serem usados indevidamente”.
Em postagem nas redes sociais, ela destaca que “providências já foram tomadas”, entretanto não explica quais seriam.

A advogada falou ainda que se sentiu devastada com a situação, mesmo as fotos não sendo delas. Ela relata ter recebido milhares de mensagens por causa da situação.

“Recebi milhares – sem exagero – de mensagens de toda a parte do Brasil, do Chile, Argentina, Bolívia, México… Sim, isso foi muito longe! Mensagens das mais bem intencionadas às mais grotescas. Boa ou ruim, cada mensagem lida me fazia reviver toda a situação, e era como uma facada em meu peito”, pontuou Thatiana.

“Sou mulher, mãe, esposa, advogada e não está sendo fácil ser vítima de atos tão repugnantes, dói. Mas ainda assim, escolheria mil vezes sentir essa dor, do que ser a causadora dela”

OAB repudia
Comissão da Mulher da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção Itabuna emitiu uma nota de repúdio contra a veiculação das imagens falsas ligadas à advogada Thatiana Poncino —

A Comissão da Mulher da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção Itabuna emitiu uma nota de repúdio contra a veiculação das imagens falsas ligadas à advogada Thatiana Poncino.

A OAB informou que a ação é crime, e que quem repassa as imagens por qualquer meio também pode responder criminalmente.

“A Ordem dos Advogados do Brasil Subseção de Itabuna-BA, através da sua Comissão da Mulher, na data de hoje, 26 de Setembro de 2019, vem a público, dirigir-se à advocacia e à sociedade brasileira, para mais uma vez MANIFESTAR REPÚDIO contra a veiculação criminosa do nome da ADVOGADA THATIANA PONCINO DO NASCIMENTO e imagens “FAKES” que circulam em sites da internet, grupos de whatsapp, Instagram e Facebook.

O responsável pela montagem e veiculação do conteúdo criminoso, ardilosamente, cortou o rosto das mulheres que aparecem despidas nas imagens e as enviou juntamente com fotos das redes sociais da advogada, no intuito de induzir àquele que as recebe a acreditar que essas mulheres e a advogada são a mesma pessoa.

Repisa-se que não se trata da advogada Thatiana Poncino nas imagens de nudez e que a conduta daquele que realizou a referida montagem, é crime tipificado no artigo 216-B, parágrafo único do Código Penal. Responde criminalmente também, aquele que repassa essas imagens por qualquer meio.

A OAB Subseção de Itabuna e a Comissão da Mulher já estão tomando todas as providências cabíveis para punir os responsáveis pela montagem e pela propagação do conteúdo.

“É inadmissível que esse ato criminoso fique sem a devida investigação e impune! Thatiana Poncino é uma advogada conhecida por sua idoneidade e reputação ilibada, profissional íntegra, que atua com muita responsabilidade, respeitando os valores éticos e morais.

Portanto, pedimos encarecidamente que ajudem a combater essa violência contra à mulher, mãe e profissional.”

Finalizam e assinam a referida nota de repúdio a presidente da Comissão da Mulher, Andréa Peixoto e o presidente da Subseção, Edmilton Carneiro”.

G1 Bahia