Irajuba:Funcionários de escolas municipais entram no terceiro mês sem receber

Os professores e funcionários de escolas municipais de Irajuba, cidade no Centro Sul baiano a 465 km de Salvador, estão sofrendo as consequências de três meses de atrasos nos vencimentos. Educadores sequer encontram explicação do prefeito irajubense, Jeronimo Souza dos Santos (Jerinho) (PSD). O assunto já foi motivo de paralisação das atividades durante dezoito dias entre 15/04 e 06/05 deste ano, mas nada foi resolvido. Na época das paralisações, dois meses de salários também estavam atrasados, mas os docentes receberam apenas um mês. Durante as manifestações ficou acertado que o mês de abril seria depositado em 10/05, o que não foi cumprido pelo prefeito. O prefeito Jerinho disse que o problema seria o Sindicato dos Professores (APLB) que estaria causando tumulto e acusou a entidade de incompetente, alegando ter lhes fornecido a responsabilidade da pasta no início do mandato e a recusou. A APLB nega a afirmação de recusar o cargo, “meu nome foi indicado, o prefeito não aceitou porque percebeu que eu não iria aceitar erros em minha responsabilidade, portanto ele recusou aceitar o nome apontado pela categoria” afirmou a entidade. Em 2018, a cidade teve uma receita própria de R$ 1.697.560,82 e transferências de R$ 19.270.495,85 totalizando R$ 20.968.056,67. A Prefeitura informou ao TCM Bahia que investiu no ano passado na Educação R$ 7.629.308,06.

Fonte: pirainoticias.com