Ipiauense está entre os cinco presos em Brasília acusados de associação criminosa para cometer homicídio

Um homem natural de Ipiaú, conhecido como Kaicão  está entre os cinco que foram presos na sexta-feira (30) em Brasília. O grupo é acusado de associação criminosa e envolvimento em uma tentativa de homicídio

De acordo com a polícia, uma rixa entre família ciganas da Bahia teria levado o grupo até a capital Federal, contratados para assassinar um desafeto.

Também faz parte do grupo de organismos José Souza Santos que é natural de Gongogi que já foi preso por envolvimento com tráfico de drogas.

 O caso está sob responsabilidade da 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro). O delegado-adjunto da unidade, Paulo Henrique Alves de Almeida, afirma que o grupo praticou a tentativa em 15 de agosto e não retornaram à Bahia porque pretendiam consumar o crime.

A rixa entre às famílias “já culminou com vários homicídios na Bahia, um no Tocantins e outro em Rondônia”, detalha Paulo Henrique. Durante a operação para prender o grupo, as equipes encontraram vários aparelhos celulares, três veículos e uma pistola .40, “provavelmente utilizada na tentativa de homicídio”. A vítima levou cinco tiros, foi socorrido e sobreviveu. Num dos homicídios causados pela rixa entre ciganos culminou na morte do também cigano Iranildo Queiroz, sequestrado e morto em Ilhéus em agosto de 2017.

Correio Braziliense / Ipiaú Online