Ipiaú: Viúva de Nel do Lanche comenta homicídio e diz que filho pequeno sente falta do pai

 

A viúva de Josenel Queiroz, de 31 anos, o popular “Nel do Lanche”, morto a golpes de faca na última sexta feira (11), Beatriz Cecilia (23 ) relatou ao Jornal da Nova como a família tem reagido à tragédia. Ela inclusive contou detalhes do que aconteceu no dia.

“Deixei ele em casa na companhia do filho que estava dormindo e fui na rua. Quando cheguei, chamei no portão e ele nao saiu. Meu filho foi quem abriu. O pai nao estava em casa. Pulei o portão e quando entrei em casa não o encontrei. Achei estranho, já que ele nunca tinha saído e deixado a criança sozinha em casa. O vizinho foi que me falou que ele tinha sido esfaqueado”, disse.

Não tinha inimigos

Segundo a viúva, Nel era uma pessoa conhecida por todo mundo.  “Todos tinham por ele amizade. A gente está sem saber porque isso”, comentou.

Quando foi assassinado o rapaz conversava com uma mulher e sua morte, segundo populares, teria sido motivada por ciúmes. ” No celular dele não tem ligação, nem no zap. A gente não sabe. Nao sei quem foi essa pessoa que esfaqueou ele”.

Reação do filho

Nel do Lanche era pai de um menino de 3 anos e a criança sofre a falta dele, segundo a viúva. ” Ele diz que sente falta do pai. É uma criança que falava e brincava muito mas está quieto, calado, toda hora chama pelo pai e diz que vai ligar pra ele. Quero providências porque a gente quer uma resposta”, acrescentou.

Ipiaú Online