Ipiaú: Secretaria de Saúde informa apenas uma dose aplicada em homem que diz ter tomado duas vacinas

 

Chamou a atenção da comunidade afirmação feita por um ouvinte do programa Jornal da Nova nesta quarta-feira (25) dando conta de que teria tomado duas doses de vacinas diferentes: a primeira da Coronavac e a segunda da AstraZeneca. As duas, conforme disse, em um intervalo de 15 dias – muito abaixo do prazo necessário para a segunda aplicação conforme a orientação de especialistas.

Antônio Rocha de Matos foi procurado pela equipe da secretária Laryssa Dias, que buscou mais informações junto aos responsáveis pela vacinação do idoso.

Segundo apuração do setor, ele tomou a primeira dose da AstraZeneca em 23 de março e deverá tomar a segunda em 23 de junho.

A agente responsável pela vacinação do idoso ainda disse chegou a fazer uma visita em sua residência para informar a seus familiares de que a segunda dose da vacina deveria ocorrer em um prazo de 90 dias. Também conforme a agente, Antônio não recebeu a vacina Coronavac.

Para a secretária, é necessário se dirimir dúvidas para evitar qualquer tipo de desconfiança que abale o ritmo de vacinação no município

“A denúncia dele foi muito séria. Não deveria fazer isso porque a comunidade pensa que é verdade e depois não vão acreditar nos profissionais e na vacinação”, comentou.

Ipiaú Online