Ipiaú: Secretaria de Educação e Cultura incentiva escolas a conhecerem sua própria história

Secretário de educação, Luiz Sérgio Alves

Um importante programa da memória escolar de Ipiaú começa a ser desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura. A iniciativa é da prefeita Maria das Graças juntamente com o secretário Luís Sergio Alves (professor Léo), e convida professores e alunos a conhecerem a história do lugar onde atuam e por extensão o que se conserva na memória do próprio município.

A primeira ação do programa consiste na pesquisa para o conhecimento da história dos patronos e patronesses das unidades, através do levantamento da biografia de cada um deles. O resultado da pesquisa, que vem sendo feita pelas diretoras de cada estabelecimento, será mostrado em um banner, com foto e resumo biográfico de cada homenageado, afixado em local visível da escola.

Patrono é aquela personalidade escolhida para ser homenageada por algo ou alguém. Na Educação, o termo está representado no nome de cada unidade. Caso seja uma mulher a homenageada, a maneira correta de designá-la é patronesse.

Professora Celestina Bittencourt

Como forma de valorizar essas personalidades, cada unidade escolar tem o seu patrono, sejam eles professores, médicos, políticos, religiosos, ou outros cidadãos que de alguma maneira contribuíram com o desenvolvimento do município e merecem ter o reconhecimento das atuais e futuras gerações.

Celestina Bittencourt, Adélia Matta, Leovícia Andrade, Salvador da Matta, Euclides Neto, Ângelo Jaqueira, Maria José Lessa de Moraes, Hildebrando Nunes Rezende, Altino Cosme de Cerqueira, Edvaldo Santiago, Pastor Paulo, Florentino Pinheiro, além de muitas outras personalidades, fazem parte desse honroso elenco.

A mais recente patronesse homenageada é a professora Iolanda Campos Borges, falecida em junho de 2020. A creche que receberá o seu nome está localizada na Rua Alto da Carolina, 58 – Centro.

José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/Dircom