Ipiaú: Pai Naldo fala de intolerância religiosa e desconstrói preconceito contra as religiões afro brasileiras

 

O debate sobre a intolerância religiosa tem frequentado a campanha eleitoral de Ipiaú nesta reta final. Tudo por causa de uma foto montagem com o rosto da prefeita Maria das Graças vestida com roupas tradicionais da religião afro brasileira.

Adenaldo Pereira dos Santos, 57 anos, o popular Pai Naldo, nascido em Ipiaú, natural do distrito de Córrego de Pedras, é considerado hoje a maior liderança do culto afro brasileiro em Ipiaú. Participando do programa Jornal Nova, ele fez uma explanação a respeito da sua fé, desconstruindo preconceitos e trazendo uma perspectiva das religiões de matriz africana hoje na cidade e região.

Conforme Pai Naldo, na região de Ipiaú são cerca de sete mil filhos de santo. ” São pessoas que seguem a casa que coordeno, entre filhos de santos feitos e visitantes”, disse. Já contando com outros terreiros na cidade, o povo de santo chegaria, conforme o babalorixá, estaria a uma comunidade com cerca de vinte mil pessoas. ” Tem pessoas que tem a religião no coração mas não declaram. O preconceito está dentro de cada um e precisamos dar um basta nisso”, comentou.

“Eu fiquei triste com o áudio que eu ouvi e com a imagem. Fizeram uma montagem com a prefeita usando a roupa do candomblé mas mesmo que ela estivesses vestida, qual o problema? Ela não poderia ser prefeita?”, questionou.

Ipiaú Online