Ipiaú: Fiscalização nas academias visa certificar a presença de profissionais credenciados

Equipe já interditou dois estabelecimentos na cidade

Uma ação do Conselho Regional de Educação Física e Vigilância Sanitária fiscaliza o credenciamento de instrutores nas academias de ginástica e as condições sanitárias dos estabelecimentos de Ipiaú e mais outras vinte e seis cidades da região. Os representantes do grupo estiveram participando de entrevista no programa Jornal da Nova.

Para Sebastião Eloy, da Vigilância Sanitária Estadual, a fiscalização é feita com o objetivo de garantir a segurança do usuário. “Tem que haver a responsabilidade e o cuidado de um profissional. Essa operação é para proteger a saúde das pessoas. No verão existe o culto ao corpo mas tudo tem que ser feito com profissionalismo”.

Em dois dias de fiscalização em Ipiaú duas academias já foram fechadas pela falta de condições técnicas de funcionamento.

Jaílson Andrade, fiscal do Conselho Regional de Educação Física, ressaltou o risco de problemas sérios de saúde que podem ser causados em academias pela ação de instrutores não habilitados. ” É fundamental a presença deste profissional credenciado, com bacharelado em educação física. Não se constrói um hospital sem médicos. Ao entrar numa academia observe a presença dos alvarás de funcionamento, Vigilância Sanitária e o credenciamento do Conselho Regional de Educação Física. Tem muitos curiosos que prescrevem treinos sem ter formação em Educação Física e isso pode gerar de lesões graves até morte”, disse.

Ipiaú Online