Ipiaú: Ex-prefeito e ex-primeira-dama são condenados em ação de improbidade administrativa

O ex-prefeito Deraldino Alves de Araújo a ex-primeira-dama Jamine Barros Oliveira Araújo foram condenados em processo de ação civil por improbidade administrativa tendo que ressarcir danos ao erário público.

A ação foi proposta pelo Ministério Público do Estado em face do acúmulo de cargos da ex-primeira-dama, apontado durante o mandato do ex  gestor, exercício do ano 2016.

De acordo com o processo, Jamine Barros possuía uma carga horária de 40 horas junto à Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e ainda assim exerceu ao mesmo tempo o cargo de secretária municipal de Saúde, infringindo as regras previstas na Constituição Federal e configurando ato de improbidade administrativa.

A ré foi condenada a devolver todos os salários recebidos do município de Ipiaú e ao réu  o pagamento de multa correspondente ao valor do dano, com atualização pelo INPC e juros de mora de 1% ao mês desde a citação.

As  custas do processo também deverão ser pagas pelos réus.

Ipiaú Online