Ipiaú: Evangélicos apresentam projeto para reabertura de templos religiosos com medidas para evitar contágio

A Aliança dos Ministros Evangélicos de Ipiaú (AME) entregou ao poder público municipal documento com proposta de reabertura responsável dos templos religiosos da cidade. No documento, onde expõe a necessidade de retorno dos cultos, a entidade alega o aumento nos sintomas psicológicos de fiéis pelo longo período sem terem acesso às cerimônias religiosas:

” Ficamos sabendo inclusive que estão aumentando os casos das doenças psicossomáticas por causa da falta de contato com o sagrado através do culto de oração”, comentou no programa Jornal da Nova o pastor Paulo Silva, presidente da AME.

Clamor de pastores da AME na Praça Alberto Pinto pelo fim da pandemia

Pelo projeto apresentado, medidas de saúde seriam adotadas para evitar a contaminação por covid-19 no interior das igrejas. incluindo a proibição na participação dos cultos de membros acima dos 60 anos, permitindo a entrada apenas dos fiéis que não estejam em grupo de risco para covid-19, realizando cultos em períodos diferentes e com um número restrito de pessoas.

“Assim como os comerciantes deverão reabrir de forma responsável, as igrejas também querem estar participando desse momento. Não podemos priorizar um setor e outro não. Estamos vendo ainda aglomerações no setor de construção civil. Não se pode ter dois pesos e duas medidas”, acrescentou o pastor.

Desde o início da pandemia a AME tem realizado uma série de eventos de oração em praças públicas onde os pastores realizam clamores a Deus em prol da saúde da população e pela cura do novo coronavírus.

Ipiaú Online