Ipiaú: Doce Mel apresenta equipe e diretoria mostra preocupação com mando de campo

O Doce Mel Esporte Clube apresentou de forma oficial a torcida, imprensa e autoridades locais as equipes que vão representar Ipiaú no campeonato baiano profissional e sub 20, na manhã desta segunda-feira (02) no estádio Pedro Caetano.

A diretoria aproveitou a data de comemoração ao aniversario da cidade para fazer a apresentação em um jogo treino entre as equipes profissionais e juniores.


Durante a partida o treinador Luiz Carlos Cruz pôde fazer algumas observações para começar a desenhar a possível equipe titular.

“Nosso primeiro objetivo é manter a equipe na primeira divisão, depois pensar o que vem na frente, ai já é um objetivo pra um time estreante dificílimo de ser cumprido. Nós estamos iniciando uma nova formação, alguns ficaram da segunda divisão, outros chegaram, estamos construindo um nova equipe, temos tempo até janeiro, por isso começamos antes e a diretoria nos oportunizou começar antes, mas é um desafio e que a gente honre está aqui e quem está aqui tem que amar está aqui e fazer por onde para honrar a camisa do Doce Mel” Disse o treinador da equipe Luiz Carlos Cruz.

Já o presidente do clube, Eduardo Catalão, se mostrou preocupado com a possibilidade da equipe não mandar seus jogos em Ipiaú

“ Nosso pensamento é jogar aqui (Pedro Caetano) desde o inicio a gente tem tentado fazer isso, só que o tempo é cruel, a gente espera que possamos jogar aqui mas, claro que estamos olhando outras praças, procurando saber as possibilidades porque a gente não pode ficar fora do campeonato por causa de um estádio. Por isso vamos esperar sair a tabela no próximo dia 16 porque deve sair outra praça pois o estádio aqui não está apto a receber jogos da primeira divisão, se durante esse tempo resolver o problema aqui a gente faz a mudança pra Ipiaú, mas o prazo é muito curto mesmo assim temos esperança de jogar no Pedro Caetano pra mostrarmos ao torcedor de Ipiaú que nos ajudou a subir e a gente não pode ficar longe dele não” Comentou Catalão.

Perguntado sobre a possibilidade de jogar no estádio Waldomiro Borges em Jequié o presidente também se mostrou preocupado por conta do atual estado do gramado.

“Jequié seria uma praça, mas tivemos lá essa semana olhando e o gramado lá não existe, do jeito que está o gramado não tem a mínima condição, não se sabe se daqui até começar a competição ele vai está em condição, mas hoje não teria essa condição, nem Jequié, nem Itabuna e nem Ilhéus, então a gente está sem casa, mas no final vamos resolver e vai ser bom pra todo mundo”. Completou Catalão.

Visando a estreia fora de casa contra o Bahia de Feira, em Feira de Santana, a equipe vem treinando com bola a 15 dias, em dois períodos. Para isso a diretoria montou um elenco com 25 jogadores, a maioria vai jogar o campeonato baiano pela primeira vez, uns por que subiu para o profissional na campanha que levou o Doce Mel ao titulo, outros por terem vindo de fora do estado.

Solar Esportes



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *