Ipiaú: Comentando atropelamento que vitimou skatista, Anderson Nem fala em conscientização com fiscalização

Anderson (à esquerda) relatou já ter 22 anos na prática do skate

Liderança do skate de Ipiaú, o artista fotográfico e skatista Anderson Nem comentou, em contato com o Jornal da Nova, a enorme tristeza a respeito do acidente que vitimou o jovem praticante do esporte José Vicente, de 17 anos, no último domingo (18). “Estamos todos abalados aqui. Foi a primeira vez que vi a pista de skate vazia desde o dia que inaugurou”, comentou.

Ele comentou que ninguém está livre de um acidente de trânsito, um atropelamento por uma ultrapassagem proibida mas lembrou que a modalidade de skate que era praticada pela vítima só é exercida em ruas, já que se trata do chamado “long board”.

“José era um grande desenhista e esportista. Deixou uma saudade muito grande”, comentou.

Para ele, se faz necessária uma atuação mais firme das autoridades no sentido da fiscalização e lembrou que Ipiaú tem hoje uma das maiores pistas públicas do interior da Bahia para a prática do skate.

“Meu conselho hoje é que a autoridade que encontrar algum skatista, pessoa com patins ou ciclista radical na avenida, que é uma rodovia federal, faça primeiro a advertência e, na segunda ocasião, que tome o equipamento. Isso pode salvar vidas”, afirmou.

Ele também clamou aos praticantes do ciclismo e patins para que, a exemplo do que fizeram os skatistas,busquem o espaço e a segurança para a prática das suas atividades.

Ipiaú Online