Ipiaú: Comandante revela que PM impediu que mais cinco execuções acontecessem no feriadão

O comandante da 55ª CIPM, major Jocevã Oliveira, participando do programa Jornal da Nova, comentou a respeito das mortes ocorridas durante o feriadão em Ipiaú, quando três pessoas foram assassinadas em um período de três dias. Para ele o recurso judicial do saidão de páscoa estaria diretamente ligado aos crimes.

“Está na hora das leis mudarem. Este saidão virou um absurdo. Estatisticamente já sabemos que todas vez que tem saidão aumentam os números de assassinatos, furtos e roubos. Desses homicídios todos eram envolvidos com o tráfico de drogas”.

No programa o oficial PM revelou que o saldo de mortes violentas do final de semana poderia ter sido pior: “No celular de um elemento que prendemos havia coisas terríveis, áudios e vídeos do presídio. Ele revelou pra gente que a ordem era matar mais cinco pessoas aqui na cidade. E o pior de tudo é saber que os elementos presos depois terão advogados caros para solta-lo com dinheiro do tráfico”.

Ele ainda acrescentou: “Percebam que ninguém morreu de graça. O único fato que estamos buscando maiores detalhes é sobre a morte do rapaz lá de Palmeirinha que, ao que tudo indica, foi atingido por engano. Os prováveis autores dessa morte foram os que nós pegamos na quinta feira, os mesmos responsáveis pelo roubo do carro do taxista Sandoval. Já sabemos que existem outros que são todos da região de Ipiaú e não vamos sossegar enquanto não prendermos todos eles”.

Ipiaú Online