Ipiaú: Comandante PM fala das dificuldades enfrentadas no combate ao crime e comenta arrombamentos

Em contato com o programa Jornal da Nova, o comandante da 55ª CIPM, major Jocevã Oliveira, comentou a série recente de arrombamentos no comércio local que gerou indignação na sociedade ipiauense, lembrando a atuação da Polícia Militar na luta para prender os responsáveis pelo primeiro roubo da Ótica Teixeira e comentando a ação da justiça em liberar precocemente os criminosos. “Por isso que chamo a atenção dos eleitores para que não votem em lideranças políticas que defendam esse tipo de sistema de segurança”, disse. ” Enquanto o comerciante está tenso e o cidadão está aflito um juiz deverá decidir legalmente com base nos autos, beneficiando os bandidos”, acrescentou.

Na entrevista o comandante citou prisões de elementos de outras cidades realizadas pela PM esta semana em Ipiaú, vários com fichas criminais extensas. Ele citou ainda um aumento nas ocorrências de crimes no segundo semestre deste ano, fato que tem ensejado as forças de segurança a realizar com mais frequências blitzes preventivas do programa Cidade Segura em Ipiaú e Ibirataia.

O major Jocevã também criticou mais um saidão temporário do Conjunto Penal de Jequié, quando 13 detentos foram postos em liberdade por ocasião do Natal. “Nesta pandemia os cidadãos são orientados a ficarem presos em suas casas enquanto os bandidos são colocados em liberadade provisória que é quando os índices de crime sempre tendem a aumentar”.

Em tempo, o comandante, que revelou estar na iminência de ser transferido para Vitória da Conquista, informou da mudança de planos na Polícia Militar da Bahia, que decidiu pela sua manutenção em Ipiaú.

Ipiaú Online