Indústria baiana gera 18,2 mil empregos entre janeiro e abril de 2021, mostram dados da SDE

Cerca de 18,2 mil empregos foram gerados no setor industrial da Bahia entre janeiro a abril deste ano, conforme dados do Informe Executivo da Indústria, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), divulgado nesta quarta-feira (23).

O documento indica que somente no mês de abril, o saldo positivo foi de 1,6 mil novos postos de trabalho, puxado pelos setores de Manutenção e Reparação; Minerais Não-Metálicos; Coque; Derivados do Petróleo e Biocombustíveis e Produtos de Metal (exceto máquinas e equipamentos).

O levantamento revela ainda que no acumulado dos últimos 12 meses foram gerados 26,4 mil postos de trabalho. A SDE considera que os dados indicam possível recuperação, apesar das restrições na atividade econômica, causada pelas medidas de contenção da pandemia e pelo encerramento das atividades da Ford.

Em relação ao comércio exterior, o documento mostra que de janeiro a maio, o valor das exportações de produtos industrializados baianos subiu 3,95%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Os destaques positivos foram minerais, com aumento de 114% (de US$ 96 milhões em 2020 para US$ 207 milhões em 2021); carne, aumento de 71% (de US$ 8 milhões em 2020 para US$ 14 milhões em 2021); e calçados, com crescimento de 57% (de US$ 11 milhões em 2020 para US$ 17 milhões).

O segmento em destaque da produção física industrial foi o de Borracha e Plástico. O setor apresentou recuperação em abril de 2021, 225,3% de crescimento comparando com o mesmo mês do ano anterior. Só no primeiro quadrimestre desse ano, o setor já acumula 26,2% de aumento na produção. Além da ampliação da atividade industrial, o segmento teve um dos maiores saldos de empregos no mês de abril, com número de admissões superior ao de demissões em 146 postos de trabalho.

BN