Homem se entrega depois de matar a mulher na frente dos filhos em Feira

Um homem se apresentou na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Feira de Santana na noite de sexta-feira (25) depois de matar a ex-mulher a tiros na madrugada de quinta (24). Ele estava acompanhado da advogada e acabou recebendo a voz de prisão. A polícia já havia solicitado o mandado de prisão dele à Justiça.

Moniza Carla Barros de Oliveira, 31 anos, foi baleada pelo ex-marido durante uma briga dentro de casa, na frente das filhas de 03 e 10 anos, uma delas filha do ex-casal.

Ela ainda foi levada para o Hospital Geral Clériston Andrade, mas não resistiu. Moniza já tinha uma medida protetiva contra o acusado.

“Infelizmente, mais uma mulher morta na frente dos filhos, destroçando toda uma família”, disse a delegada Clécia Vasconcelos ao site Acorda Cidade. No depoimento, o homem disse que havia voltado a viver com Moniza, mesmo com a medida protetiva ainda em vigor. A polícia vai verificar a veracidade da informação.

“O motivo desta ação, essa covardia, segundo ele, é de que ele estava doente e ela estava na casa da irmã, época junina, e como ela chegou por volta das 2h da manhã, discutiram”, diz a delegada. “Ela estava com os filhos, uma criança de 3 e outra de 10 anos, e ele disse que perdeu a cabeça, se diz arrependido e efetuou dois disparos de arma de fogo contra ela, um deles, querendo atingir, justamente o coração, o peito dela. Perdeu a cabeça e tinha uma arma de fogo”, completou.

O homem já responde por um homicídio que aconteceu em 2013. Ele diz que comprou a arma usada para matar a mulher na feira do rolo, por R$ 1,5 mil. A delegada lamenta a morte e diz que é o primeiro feminicídio em Feira, desde 2013, de uma mulher que já havia passado pela rede da Deam, tendo uma medida protetiva.