Homem britânico torna-se a segunda esperança de cura da AIDS

Pela segunda vez no mundo, um paciente viu diminuir sua carga de vírus HIV-1, causador da Aids, e é provável que o homem britânico tenha sido curado, anunciaram, nesta terça-feira, pesquisadores, preservando a identidade do homem. Ele passou por um transplante de medula óssea de um doador resistente ao vírus HIV.

Ao alcançar a remissão em um segundo paciente usando um método semelhante, mostramos que o ‘paciente de Berlim’ não era uma anomalia — declarou o autor do estudo, Ravindra Gupta, professor na Universidade de Cambridge, mencionando a primeira pessoa curad

Quase três anos depois de receber células-tronco da medula óssea de um doador com uma mutação genética rara que resiste à infecção pelo HIV e mais de 18 meses após parar de tomar as drogas antirretrovirais, testes altamente sensíveis mostram que até agora não há vestígio da infecção anterior por HIV.

Não há vírus ali que consigamos medir. Não conseguimos detectar nada — disse Ravindra Gupta, que é professor e biólogo especializado em HIV que coliderou uma equipe de médicos que tratam do home

O Globo