Governo dá a largada no processo para construir a ponte Salvador – Itaparica

O governo publicou no Diário Oficial desta sexta-feira, 14, a abertura de prazo para os interessados na PPP da ponte Salvador-Itaparica e Sistema Viário do Oeste (SVO) se manifestarem. De agora até o dia 22 de fevereiro para as empresas apresentarem o procedimento de manifestação de interesse (PMI).

De saída, compraram o edital cinco empresas chinesas, a CCC, a CRBC, a CR-20 e as Crec 2 e Crec 14, além da baiana OAS (que ninguém acredita que possa ter chance).
Bondades — Além da ponte, o DO trouxe também outras iniciativas de peso, como se o governo, após a reforma administrativa que funcionários batizaram de pacote de maldades, soltasse agora o pacote de bondades de fim de ano, com a assinatura de três protocolos importantes.

Veja:

1 – Copixaba – A  MCA Projects Holding FZE, empresa com sede nos Emirados Árabes, pretende produzir 20 mil toneladas de cacau por ano em Copixaba, Xique-Xique, um investimento previsto de US$ 37 milhões. Vai plantar 10 mil hectares de cacau e já tirar de lá o chocolate pronto.

2 – Miolo – A Miolo, que já produz dois milhões de litros de espumante (vinho e champanhe) em Casa Nova, vai montar uma fábrica de suco (uva incluso) em Barra. Já há uma fábrica lá, área que era da extinta Sudic.

3 – Porto Seguro – Um grupo alemão manifestou interesse em construir um novo aeroporto, padrão internacional, na terra mater.

Levi Vasconcelos/ A Tarde