Feira: Hipertensão e diabetes são as comorbidades que mais agravam Covid-19

As mais variadas comorbidades têm agravado a situação de pacientes que chegam ao Hospital de Campanha de Feira de Santana. De acordo com informações da direção, a hipertensão arterial lidera, com 53%, seguida da diabetes, com 50%, e a nefropatia, com 46%.

As comorbidades mais comuns nos pacientes atendidos naquela unidade são hipertensão, diabetes, obesidade, hepatopatia, insuficiência cardíaca, nefropatia, pneumopatia, sequela de acidente vascular cerebral, hepatopata, tabagismo, etilismo e até doença de Chagas.

Segundo a direção do Hospital de Campanha, 69% dos pacientes são idosos (60 anos ou mais) e todos os óbitos estão relacionados com uma ou mais comorbidades. Uma mulher de 40 anos foi a paciente mais jovem que morreu, era hipertensa e foi admitida em choque circulatório grave, além de outras complicações. A paciente mais velha que morreu também foi uma mulher, com 89, hipertensa, cardiopata avançada e nefropata.

BN