Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia e viaja para a Argentina

Evo Morales renunciou a presidência da Bolívia neste domingo (10). Após o anúncio feito em meio a uma profunda crise política no país, Evo abandonou a Bolívia e viajou para a Argentina no avião presidencial.

 O comandante-chefe das Forças Armadas da Bolívia, o general Williams Kaliman, pediu neste domingo a Morales que renunciasse, em meio a protestos por sua questionada reeleição na votação de 20 de outubro, nas quais a Organização de Estados Americanos (OEA) viu irregularidades. O presidente até chegou a convocar novas eleições, mas não aguentou a pressão militar.