Embaixada da Itália no Brasil pede a italianos que deixem imediatamente o país

A Embaixada da Itália no Brasil publicou um comunicado neste sábado (11), em que pede que italianos retornem ao país de origem com urgência.

O anúncio acontece logo após a atualização dos dados do Ministério da Saúde sobre o novo coronavírus. Até a tarde deste sábado, foram confirmados mais de 20 mil casos e 1.124 mortes por COVID-19.

O texto informa que as companhias aéreas Lufthansa e Air France ainda estão operando voos para Europa, que permitiria a chegada até o país. A Alitalia suspendeu todos os voos do Brasil até Roma até 15 de maio.

Qualquer pessoa que chegue à Itália tem de ficar em auto-isolamento por 14 dias. Até maio, o país está em quarentena nacional, com restrição de movimento e a maior parte do comércio fechada.

Desde o início de abril, o novo coronavírus têm se mantido relativamente estável na Itália, com cerca de 4.000 infecções e 600 mortes diárias. Ao todo, foram registrados 152.271 infecções e 19.468 vítimas da doença.

A Itália era o país com mais fatalidades pela COVID-19 desde o início de março. Neste sábado, foi superada pelos Estados Unidos, novo epicentro da pandemia.

CNN