‘Em janeiro do ano que vem, a gente começa a vacinar todo mundo’, diz Pazuello

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse hoje (8) que a intenção do governo brasileiro é começar a vacinar as pessoas a partir de janeiro do ano que vem.

“Vai ter vacina e remédio pra todo mundo ou não vai?”, perguntou Esther, de 10 anos — youtuber mirim que foi convidada pelo presidente Jair Bolsonaro para conversar com os ministros na reunião ministerial desta teça.

“Esse é o plano. A gente tá fazendo os contratos com quem está fazendo a vacina e a previsão é que essa vacina chegue para nós a partir de janeiro. Em janeiro do ano que vem, a gente começa a vacinar todo mundo” disse Pazuello.

Segundo o Ministério da Saúde, o primeiro lote da vacina, em parceria com a Universidade de Oxford, deve ser produzido em dezembro e o segundo em janeiro pela Bio-Manguinhos, laboratório da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). A produção será de 30,4 milhões de doses, com investimento de US$ 127 milhões.

Ainda segundo a pasta, a imunização será conduzida seguindo a estratégia de imunização da gripe, com grupos prioritários.

Metro 1